Cântico à minha alegria

CÂNTICO

Devolvam meu sorriso
Depressa!
Pois é dele que preciso.
Eu sou da arte amante,
caçador e amigo.
Porém não faço uma frase
sem alegria.

Tão depressa eu quero fazê-lo,
Se puder pintar, faço pra imortalizá-lo,
e assim sempre observá-lo
na hora do desespero.

Mas se me falta sorrir é por apenas um segundo,
pois minha sede de viver é maior que o mundo.
E se você quiser sorrir: sorria!
Como eu agora me atreveria
a gritar com toda voz que o ‘’mundo todo é muito mundo!’’
E que hoje sou um feliz poeta vagabundo
que voltou a fazer poesia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *