Da essência

A cada dia que passa me apaixono mais pela Literatura, pela poesia. Não consigo e não posso explicar o quanto ela me preenche. Não tive uma criação direcionada à poesia, embora tenha aprendido o gosto pela leitura observando meu pai lendo, mas penso que a poesia perpassa meu interior. Na verdade, ela ultrapassa os meus limites e minhas barreiras, meus dogmas e até meus paradigmas. É uma questão de essência. É como eu enxergo o mundo e como me enxergo nele. Certa vez me disseram: ”a sua presença é fazer poesia no mundo”… E eu acreditei nisso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *