Gratidão

Tenho aprendido que o meu papel como Poeta/Escritor vai muito além do texto que escrevo. Obviamente sempre desejo passar mensagens quando apresento um poema ou crônica. Sinto-me imensamente realizado quando alguém me sinaliza que as minhas ideias refletiram algo ele sente. É uma mágica transcendente que eu nunca saberei explicar como acontece.

Este ano tem trazido muitos horizontes novos. O livro ”POESIA DE ANUNCIAÇÃO” foi sem dúvida a maior emoção. Sempre levantei algumas bandeiras: que qualquer pessoa é capaz de produzir literatura, que a leitura pode sim nos tirar do mundo, nos fazer viajar por outros tantos mundos e, principalmente, ampliar nossas realizações como ser humano.

Recentemente tenho provado algo muito sublime – ouvir de alguns que a minha influência tem os feito mudar a visão acerca da leitura a da experiência com o livro. Isso é tremendamente gratificante. É como se eu tivesse a certeza da minha missão e do meu lugar no mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *